Gestão de Estoque Home

5 maiores pecados no gerenciamento de estoque

Gerir um estoque significa garantir que uma das partes mais importantes da empresa forneça os resultados certos de maneira mais eficiente. Sem um gerenciamento correto, a empresa pode passar por problemas como perda de oportunidades de negócio, elevação dos custos operacionais e prejuízos em geral. Para evitar essa situação, confira, a seguir, quais são os 5 maiores pecados no gerenciamento de estoque e saiba como não cometê-los.

1) Errar no dimensionamento

Um dos maiores e mais graves pecados que podem ser cometidos no gerenciamento de estoque é errar o dimensionamento desse estoque. Isso significa que um estoque pequeno demais é um erro, porque leva ao desabastecimento, enquanto um estoque grande demais significa uma grande elevação nos custos operacionais.

Normalmente, esse pecado é cometido quando dados como previsão de vendas e média de saídas não são levados em conta. Adquirir muitos produtos com pouca saída ou poucos com alta saída também causam impactos negativos no dimensionamento.

2) Não fazer inventário

Outro pecado cometido é o de não fazer inventário. Sem isso, é impossível que a gestão saiba exatamente o que há em estoque e o que não está disponível, o que também pode influenciar no dimensionamento.

A não realização de inventário, inclusive, traz problemas para a segurança, já que é mais difícil manter o controle sobre o que entra e o que sai. Nesse sentido, é muito importante realizar uma contagem de estoque frequente para fins de inventário, de modo a garantir que a gestão tenha pleno controle sobre tudo o que está dentro do estoque. Esse inventário pode ser realizado tanto em um momento de parada da empresa quanto de maneira rotativa, mas é fundamental que ele exista para um bom gerenciamento.

3) Ter um método de controle ineficiente

O método de controle do estoque também desempenha papel importante no gerenciamento, já que é responsável por garantir que se saiba o que saiu e como saiu. Usar um método ineficiente, por sua vez, é um grande pecado, já que torna todo o gerenciamento mais complicado, confuso e, em última análise, custoso. Além disso, as chances de erro são maiores, o que afeta todo o gerenciamento.

Por isso, é muito importante que a gestão conheça quais são as opções de controle disponíveis e como cada uma se encaixa no negócio. Pensando nisso, deve-se escolher aquela que forneça resultados mais satisfatórios e eficientes.

4) Não contar com integração

O estoque não é um organismo estanque da logística de uma empresa, o que significa que ele influencia e é influenciado por outros setores. Com isso, ao não contar com integração entre setores, como de vendas ou de compras, o gerenciamento de estoque termina prejudicado e potencialmente ineficiente.

Manter uma integração com setor de vendas, portanto, ajuda na previsão de compras para garantir o tamanho certo do estoque. Por outro lado, uma comunicação do estoque com o setor de compras ajuda a garantir melhores negociações e o abastecimento certo.

5) Desconsiderar a automação

Um dos pecados mais recentes é o de desconsiderar a automação no gerenciamento de estoque. Especialmente entre empresas com volume maior ou com mais complexidade de operações, não contar com automação é a receita para o insucesso do gerenciamento.

Por isso, utilizar um sistema de gestão integrada, como um ERP, é altamente benéfico inclusive para resolver problemas como o dimensionamento, inventário, controle e integração. Assim, usar a tecnologia e a automação a favor do gerenciamento de estoque também ajuda a resolver todos os outros pecados cometidos nessa gestão.

Erros no dimensionamento, no inventário, no método de controle e na integração entre setores estão entre os principais pecados cometidos no gerenciamento de estoque. Não considerar a automação, por sua vez, é um dos mais graves, já que o uso de um software de gestão pode ajudar a resolver todas essas questões.

Agora que você já conhece quais pecados devem ser evitados, aproveite para baixar gratuitamente nosso eBook Os segredos da gestão eficiente no Varejo e veja como melhorar os seus processos de gestão do seu comércio varejista!

Veja também:

CTA - Blog - Whitepaper atualizado

Você deve gostar também
Confira algumas dicas para vender mais!
Como o ERP Radar Empresarial pode ajudar a fidelizar os seus clientes | Brasão Sistemas
Como o ERP Radar Empresarial pode ajudar a fidelizar os seus clientes
[Dia da mulher] Inspire-se com 4 grandes empreendedoras brasileiras

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Seu nome*
Sua página da Web