Gestão Financeira

Entenda a diferença entre rentabilidade e lucratividade

Na gestão de uma empresa, é muito importante que o empreendedor tenha sempre muita clareza sobre a diferença entre rentabilidade e lucratividade e saiba trabalhar com esses conceitos. Tratam-se de dois cálculos imprescindíveis na rotina de toda empresa e verdadeiros pilares de qualquer estratégia de curto, médio ou longo prazo.

Vale lembrar que, embora os dois conceitos tenham algumas semelhanças, rentabilidade e lucratividade são bem diferentes e servem para propósitos distintos. Então, fique atento! Afinal, não é segredo que todo negócio, independentemente do porte ou ramo de atuação, precisa garantir o capital para manter a saúde financeira e a competitividade no mercado. Por isso, saber trabalhar com rentabilidade e lucratividade é fundamental na hora de avaliar os resultados e traçar as metas da sua empresa.

Como entender e calcular a rentabilidade da sua empresa

Em suma, o cálculo da rentabilidade serve para demonstrar o percentual de retorno sobre o investimento realizado. Aqui, é importante ressaltar que a rentabilidade é um conceito que abrange a sua empresa em uma perspectiva mais ampla, podendo ser aplicada tanto em produtos específicos quanto ao negócio como um todo. Lembre-se: nem sempre o número de vendas determina o sucesso de uma empresa. Vender muito só é sinônimo de bastante lucro e retorno positivo apenas quando o percentual de rentabilidade também é elevado.

E a tarefa de calcular a rentabilidade pode ser feita com base em uma fórmula relativamente simples. Num exemplo prático, vamos imaginar uma indústria do ramo de confecção de sapatos sociais. O valor cobrado do consumidor final pelo produto é R$ 150. Suponhamos ainda que, em determinado período, foram vendidos 100 pares. Agora, considere que, a cada venda, R$ 30 vão para o pagamento de taxas e tributos. Verificando o custo da confecção de cada sapato, chega-se, assim, ao valor de R$ 40.

Descontando os custos e despesas, o empreendedor chega no lucro líquido que, no nosso exemplo, é de R$ 80 por par e R$ 8 mil no período analisado. Agora, vamos supor que a empresa tenha feito um investimento em marketing e divulgação para garantir a venda dos sapatos, e que esse investimento no período foi de R$ 3 mil.

Tendo todos estes dados teóricos em mãos, o gestor pode partir para a prática. Aqui, vamos calcular a porcentagem da rentabilidade com base na seguinte fórmula:

Rentabilidade = (lucro líquido / investimento) x 100

Sendo assim, no nosso exemplo, a rentabilidade seria de (R$ 8 mil / R$ 3 mil) x 100 = 266%.

Se analisarmos bem o resultado, podemos entender que a cada R$ 1 investido na campanha, a empresa teve um retorno positivo de R$ 2,66. Não é preciso ir muito longe para perceber que se trata de um cenário bem próspero e animador.

Interpretando a fórmula da rentabilidade fica um pouco mais fácil compreender como se dá esse cálculo. Se o resultado for negativo, cabe ao empreendedor buscar novas estratégias para conseguir tornar a sua indústria rentável e recuperar o prejuízo. Por fim, é importante destacar que a sua empresa só será rentável quando o seu capital final for maior do que os seus custos fixos e demais despesas.

Lembrando que este é apenas um exemplo simples para você entender o cálculo da rentabilidade. Na prática, é preciso considerar todos os custos de produção para você ter um resultado mais próximo da exatidão. Assim, não se esqueça de incluir na conta os custos administrativos, como folha de pagamento, manutenção das máquinas e logística, por exemplo.

De olho na lucratividade

Um pouco diferente da rentabilidade, a lucratividade está mais relacionada com o lucro direto que foi alcançado pela empresa. Em resumo, a lucratividade tem relação tanto com o lucro líquido quanto com a receita total e é ela que determina o verdadeiro ganho de um negócio. Fundamental para a precificação, a lucratividade ajuda ainda a compor o valor final de cada produto, permitindo que este preço seja seguro a ponto de que a empresa alcance bons resultados no fim de cada mês ― afinal, o lucro líquido é o que importa nesta avaliação, e a lucratividade demonstra o percentual deste valor na planilha total do negócio.

Então vamos lá. A maneira mais tradicional para calcular a lucratividade é considerar a seguinte fórmula:

Lucro líquido x 100 / Receita total

Com base no mesmo exemplo prático que utilizamos no cálculo da rentabilidade, em que o lucro líquido no período foi de R$ 8 mil, sabemos que cada par de sapato é vendido a R$ 150 e, portanto, sua receita total com a venda de 100 unidades no período analisado é de R$ 15 mil.

Assim, a conta fica da seguinte maneira:

R$ 8 mil x 100 / R$ 15 mil = 53,33

Isso significa que a indústria do nosso exemplo teve 53% de lucratividade, ou seja, uma excelente margem. É importante ressaltar, entretanto, que num mesmo negócio, diferentes peças ou produtos podem ter diferentes percentuais de lucratividade. Por isso, é importante considerar sempre cada grupo na hora de fechar esta conta.

Rentabilidade e lucratividade trabalhando a favor da sua empresa

É fundamental saber diferenciar estes dois conceitos para fazer uma boa avaliação dos resultados da sua empresa. Contudo, saber a diferença e o significado de rentabilidade e lucratividade, em si, não é o suficiente para colher os resultados que este conhecimento é capaz de gerar. É preciso colocar essas contas em prática na hora de fazer a precificação e também na hora de avaliar os retornos que a sua empresa está tendo.

É importante também lembrar que existem soluções de gestão empresarial (ERP) que podem ser grandes aliadas no momento de consultar os números totais. É mais rápido e mais seguro para entender a realidade da empresa, além de ajudar a nortear investimentos e ações que podem ser colocadas em prática para reverter números negativos ou potencializar os positivos. Vale a pena investir em um software que atenda às suas necessidades e some forças aos seus processos de gestão!

Se precisar de auxílio neste desafio, conte com a Brasão Sistemas! Nós oferecemos o ERP Radar Empresarial: uma solução completa e personalizável para a sua empresa. E o melhor: com um suporte próximo e ágil para auxiliá-lo a conquistar bons resultados. Fale com a gente ou deixe o seu comentário abaixo!

E para contribuir ainda mais com a qualificação da sua gestão, acesso nosso e-book sobre gestão de custos. Nele, você terá um panorama geral de como reconhecer e tratar os diferentes custos e, assim, conseguir administrar melhor as finanças para melhorar seus índices de rentabilidade e lucratividade. Clique no link abaixo e baixe gratuitamente!

Você deve gostar também
Você sabe qual é diferença entre financiamento e empréstimo?
Como o B.I pode melhorar a gestão financeira da empresa?
5 dicas para otimizar os processos de faturamento da empresa

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Seu nome*
Sua página da Web