Blog

5 dicas para acelerar o giro do seu estoque

Uma boa gestão de estoque é imprescindível para o desenvolvimento da empresa — principalmente as pequenas, que estão começando e ainda não conseguem manter o controle do estoque com precisão. Esse tipo de dificuldade pode acarretar em queda nas vendas e diminuição dos lucros. Afinal, a credibilidade de um negócio entra em xeque quando as entregas começam a atrasar demais por falta de produto no estoque, não é?

Um dos maiores problemas dessas pequenas empresas é a falta de gestão profissional de estoque — e, por isso, elas não conseguem acelerar o giro do estoque. Se você é responsável por uma PME e ainda não possui uma gestão eficaz de estoque, veja agora essas 5 dicas para acelerar o giro do seu estoque.

1. Utilize um sistema informatizado de gestão de estoque

Se você não utiliza softwares específicos para gerenciar seu estoque, o risco de perder o controle é muito maior. Além de melhorar o controle, é uma forma mais rápida e eficiente de ter as informações necessárias à sua disposição. Lembre-se de que os funcionários alocados para cuidar desses dados devem ser treinados para lidar com o software. Para isso, que tal fazer um diagnóstico para saber qual a situação da sua gestão de estoque gratuitamente? Faça nosso diagnóstico do estoque on line.

2. Faça as compras de acordo com o andamento das vendas

Não antecipe tendências, para não ficar com sobras de estoque. Também não deixe de observar o aumento das vendas para não acontecer de faltar. Qualquer um dos dois extremos pode ser prejudicial para a sua empresa. Excesso de estoque acarreta em prejuízo — afinal, foi material adquirido que precisa ter o investimento reposto em tempo hábil e não acontece pelo produto estocado. Falta de estoque gera crise de imagem com o cliente final, já que ele espera o produto em um prazo determinado e quanto mais atrasa, menos credibilidade ele vê no seu negócio.

3. Estabeleça quantidades mínimas de estoque

Essa é uma questão prioritária. Afinal, é preciso saber quando será preciso repor urgentemente o estoque. O importante é nunca faltar produto. Ele deve ser variável de acordo com a demanda do produto e também com a capacidade de seu fornecedor. Ao se chegar nessa quantidade mínima, deve-se correr (claro, com um plano de contingência bem trabalhado) para realimentar o estoque, podendo recorrer até mesmo ao atacado caso o fornecedor não dê conta.

4. Aumente a venda do seu produto

Se você já tem excesso de produtos no estoque, é hora de acelerar a saída deles. Faça promoções, realoque produtos nos pontos de venda para que tenham destaque, invista em campanhas de marketing mais agressivas. Porém, cuidado para isso não se tornar outro revés e você cair no extremo da falta de produto para oferecer.

5. Não se esqueça de considerar situações especiais ao analisar vendas passadas

Quando você analisar as vendas dos últimos meses para decidir aumentar ou diminuir a produção para ficar no estoque, analise se o aumento não foi devido a situações especiais: uma promoção, a sazonalidade facilitando as vendas (como por exemplo, aumento do consumo de cerveja no verão), entre outros fatores. Não considerar isso pode fazer você analisar erradamente os dados e acabar ou com muitos produtos no estoque ou nenhum.

E você, já segue alguma dessas dicas na sua empresa? Tem alguma outra que não sitamos neste artigo? Deixe seu comentário no campo abaixo.

Veja também:

Quer mais dicas de como gerenciar o estoque de forma eficiente? Confira o nosso material gratuito:

Whitepaper: dicas para Controle de Estoque

Deixe seu comentário

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.