Blog

Análise de dados e futuro da sua empresa: entenda a relação

Gestão Empresarial 06.12.2016 5 minutos de leitura Voltar

O futuro de uma empresa está relacionado a diversos fatores, principalmente financeiros. Uma forma de mensurar os resultados e avaliá-los com precisão é fazendo uma análise de dados por meio de ferramentas adequadas.

Tudo se torna mais fácil para o gestor quando ele tem ao seu dispor números exatos, algo que pode ser comparado e corrigido através de operações matemáticas. Por meio de cálculos ideais, o gestor e sua equipe poderão fazer previsões acertadas, minimizando riscos, evitando prejuízos e definindo metas realistas.

Confira a importância dos indicadores e saiba como a análise de dados vai contribuir para que a empresa tenha um futuro mais promissor.

Conheça mais sobre os KPIs

Os Key Performance Indicators (KPIs) são, traduzindo em bom português, indicadores-chave de desempenho. Muitos gestores fazem uso deles a fim de otimizar a administração do negócio, evitando tomar decisões críticas sem antes fazer uma detalhada análise de dados.

Os KPIs fornecem medidas quantitativas e qualitativas sobre um dado aspecto da empresa. As aferições têm como base as comparações com metas preestabelecidas em qualquer setor da organização. E esses apontadores podem ser aplicados durante ou depois de um processo.

Veja agora alguns tipos KPIs:

Indicadores de produtividade

Estão relacionados com a produção de bens ou de serviços. O gestor pode considerar, por exemplo, a relação hora/colaborador, hora/máquina, carros vendidos/carros produzidos. Para calcular, é preciso estabelecer uma relação entre os recursos necessários para produzir e o resultado final. Temos assim as fórmulas:

Produtividade = Saída (output) / Entrada (input)

Produtividade = Total produzido / Recursos utilizados ou disponíveis

Os recursos que foram usados ou input correspondem à mão de obra, aos insumos, tempo de equipamento, tempo de processamento.

O total produzido ou output abrange os resultados das operações, bens acabados e os serviços produzidos.

Indicadores de capacidade

Esses KPIs medem a capacidade de resposta de um processo. Um exemplo é quando o gestor mede a quantidade de produtos que uma máquina consegue embalar durante um período de tempo específico. Outro exemplo é quando um hospital compara a quantidade de internações por ano com a capacidade de internação que o estabelecimento oferece. Outro exemplo seria o da montadora que compara o total de carros fabricados em um ano com a capacidade de fabricação do maquinário. Uma fórmula aplicada seria a seguinte:

Utilização da capacidade = produção real / capacidade instalada

Indicadores de flexibilidade

Esses indicadores de desempenho medem o potencial de mudanças no fluxo produtivo ou nas ações empregadas. Considerando o exemplo da montadora, teríamos a variedade de modelos de carros disponíveis ou a habilidade de reprogramar as prioridades de produção. Não existe fórmula específica, já que não se trata de estabelecer relações entre duas variáveis.

Indicadores de velocidade e de confiabilidade

Esses dois tipos de indicadores também não possuem fórmulas específicas, mas são facilmente medidos. Os primeiros estão relacionados às respostas rápidas aos clientes (internos ou externos), considerando o tempo de processamento de cada etapa. Uma montadora pode, por exemplo, considerar o tempo entre o pedido de um revendedor e a entrega ao consumidor.

Os KPIs de confiabilidade medem o nível de precisão nas respostas dadas ao cliente em relação ao que foi prometido, previsto ou programado. No caso de um hospital, pode-se considerar a quantidade de consultas realizadas dentro do horário ou a quantidade de exames que são entregues aos pacientes na data marcada.

Medição da eficiência

Para medir a eficiência de um processo, independente do indicador usado, basta multiplicar o resultado obtido na fórmula por 100. Assim, o gestor terá uma porcentagem de eficiência.

Por exemplo, considerando os KPIs de produtividade, teríamos o seguinte:

Saída (Total produzido) / Entrada (recursos empregados) x 100 = % eficiência

Considere que é bem melhor analisar os resultados com números, pois terá valores precisos. Como você tem verificado os dados de seu negócio? Quer obter mais noções sobre o assunto? Aproveite para baixar o eBook “Business Intelligence: revolucione seu negócio com indicadores inteligentes”.

cta-blog-ebook-bi

Deixe seu comentário

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.