Blog

Como funciona a formação de preço em um negócio?

Para um negócio prosperar, é preciso mais que conhecimento do produto que é oferecido e trabalho eficiente. O modo como os responsáveis lidam com a saúde financeira de uma empresa e todos os seus aspectos, como a formação de preço, pode determinar seu sucesso.

Mas para lidar de forma eficiente com a formação de preço de um produto ou serviço, é preciso saber que o processo é mais do que simplesmente o procedimento de somar os custos e adicionar uma margem de lucro. Acompanhe este post e saiba como funciona a formação de preço em um negócio!

Cálculo

O valor final para o consumidor deve cobrir o custo do produto ou serviço, mais as despesas variáveis e fixas proporcionais ao que será comercializado, além de considerar aspectos financeiros do empreendimento e de mercado.

Observar o preço cobrado pela concorrência é obrigatório, pois o produto deverá estar o mais próximo possível do que a concorrência cobra, na mesma categoria de produto e qualidade. Alguns aspectos como volume de vendas, agressividade da concorrência, conhecimento da marca pelos consumidores e o tempo de mercado influenciam diretamente no valor do produto.

Outro aspecto a ser considerado é a área financeira do negócio, pois o preço deverá cobrir o custo direto da mercadoria ou serviço, as despesas variáveis, como viagens ou visitas a clientes, e as despesas fixas, como água e energia. O restante do valor é o lucro líquido.

Equilíbrio

Se o preço ofertado pelo mercado for menor calculado de acordo com os custos e despesas dentro da empresa, é necessário refazer os cálculos e reavaliar a viabilidade do resultado encontrado. Por isso, é essencial equilibrar o valor do produto que a empresa oferta ao mercado, mesmo que seja necessário diminuir custos, despesas variáveis e o lucro líquido.

É importante questionar se há excesso de custos industriais ou mercadológicos que podem sobrecarregar os preços, se há correta aplicação dos tributos ou a margem de lucro está compatível com a linha de produtos e o risco empresarial.

O lucro líquido, por exemplo, pode ser fixado por produto, por hora de serviço ou atividade, ou mesmo por percentual de vendas.

Tributação

O custo com impostos que incidem sobre os produtos também é importante para determinar a precificação dentro de uma organização. Cada tributo tem sua peculiaridade e deve ser considerado individualmente e de acordo com a carga tributária da empresa. Por exemplo, em empresas incluídas no Super Simples, a alíquota de tributação mensal depende do faturamento no último ano. Por isso, é preciso antever, de forma adequada, a alíquota média ao longo de um ano.

Formação de preço

Por isso, para calcular a formação de preço de um produto ou serviço, é necessário mais do que aplicar a fórmula Custo + Lucro + Despesas Variáveis = Preço de Venda. É necessário analisar o comportamento das vendas em um determinado período e prever o mesmo para o período seguinte e realizar pesquisas de mercado, bem como estudo de demanda de mercadorias ou serviços que poderiam ser atendidos pela empresa.

Para otimizar o trabalho de formação de preço em uma organização, é preciso investir em ferramentas que diminuam o tempo usado na demanda em um dia de trabalho.

Leia nosso eBook “Como um sistema de gestão ajuda a otimizar a gestão financeira da sua empresa” e saiba mais como otimizar o trabalho em sua empresa.

CTA Blog

Deixe seu comentário

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.