Blog

Gestão de estoque: como implementar P2P

Gestão de estoque: como implementar P2P

Quantidade, nível de flutuação, tempo, local, custo. Essas são algumas variáveis envolvidas na gestão de estoque, e basta um milimétrico erro de cálculo para que a empresa em que você atua seja desabastecida, gerando sérios prejuízos ao setor produtivo, ao financeiro e, por consequência, à permanência da organização no mercado.

Com uma responsabilidade desse tamanho, muitos analistas, gerentes e demais profissionais ligados à cadeia de suprimentos têm adotado o uso de ferramentas eletrônicas de Supply Chain Management, tais como o P2P.

Neste artigo, iremos entender como implantar o P2P em uma empresa, integrando diversas áreas e gerando economia e otimização nos processos de controle da organização. Não arrisque seu emprego e a saúde da empresa em que você atua! Atualize-se e conheça sistemas automatizados que podem ser a  salvação do seu gerenciamento de estoque!

Supply Chain Management e P2P

Já faz alguns anos que o termo Supply Chain Management ganhou força no mercado. Dizendo respeito a um trabalho integrado entre todos os stakeholders ligados à companhia (fornecedores, setor produtivo, atacadista, varejista, etc), visando ao benefício comum e à formação de parcerias, esse sistema de equilíbrio nas relações de suprimentos passou a ser o alvo das empresas de todos os segmentos.

O objetivo aqui era o de solidificar melhor controle sobre questões como Estoque de Segurança, Tempo de Ressuprimento e Ponto de Pedido, gerando vantagens para todas as partes envolvidas.

Entretanto, havia ainda uma lacuna de eficiência operacional que não conseguia ser preenchida: como integrar todos os controles de compras, estoque, produção, depósito e vendas, gerando uma sincronia perfeita entre necessidades e provimento?

A chegada do P2P

P2P (sigla em inglês para Purchase-to-Pay ou Procure-to-Pay) é o processo de obtenção e gerenciamento de matérias-primas necessárias para produção ou oferecimento de um serviço.

Implementar P2P envolve estabelecer o controle total e sistêmico sobre todo o fluxo de materiais, desde a sua fase embrionária, no disparo do ponto de pedido, passando pela geração da solicitação ao fornecedor, envio do pedido, confirmação de recebimento, liberação do pagamento, transporte, recebimento, conferências das matérias-primas na empresa e sua alocação no estoque da companhia.

Por falar nisso, você sabe se está gerenciando seu estoque em seu nível máximo de eficiência e eficácia? Clique aqui e faça agora mesmo um diagnóstico de seus processos de gerenciamento!

Vantagens de implementação de um sistema P2P para controle de estoques

Veja alguns benefícios que o P2P pode trazer para a sua empresa:

  • Redução de desperdícios de materiais, já que será pedido apenas o que realmente é necessário;
  • redução de custos com manutenção de estoque, pois este não mais abrigará materiais ociosos por longos períodos;
  • redução de custos com materiais danificados ou deteriorados, em função da precisão entre pedido, chegada e utilização;
  • aumento da produtividade;
  • e ampliação do faturamento por meio do binômio redução de custos e aumento da produtividade.

Como implementar P2P

Não há como se desvencilhar da tecnologia da informação. Em se tratando de um universo tão vastos de variáveis a serem harmonizadas, somente com softwares e sistemas de alta performance é possível implementar P2P com excelência e melhorar, de fato, os controles operacionais na gestão de estoque de uma empresa.

Para quem ainda não sabe muito sobre essas ferramentas, existem softwares de gestão empresarial — como o ERP Radar Empresarial — capazes de integrar o controle de estoques da organização em que você atua (com ótimos resultados para empresas de todos os segmentos), sintonizando-o com o banco de dados do departamento de compras, bem como os setores financeiro e contábil. Isso permite que toda gestão da cadeia de suprimentos de sua companhia seja automatizada.

Controlar o fluxo de materiais em uma organização é essencial para sua sobrevivência no mercado. Isso explica a necessidade de investir em soluções automatizadas como as citadas acima.

Veja também:

E você, quer saber mais sobre controle de estoques? Baixe gratuitamente nosso material com dicas sobre como gerenciar melhor a sua cadeia de suprimentos:

Whitepaper: 10 dicas para controle de estoque | Brasão Sistemas

Deixe seu comentário

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.