Gestão de Estoque

Gestão de estoque: aperfeiçoe este processo e melhore sua produtividade

Você tem uma empresa, se preocupa com as vendas, com o fluxo de caixa, atendimento ao cliente, capital de giro e procura se manter informado sobre as necessidades de seu público-alvo, enfim, sabemos que quem empreende tem pela frente uma série de detalhes a se atentar. Mas e a sua gestão de estoque, você tem dado a devida atenção a este processo?

Saiba que este não é um simples e mero detalhe para que a administração da sua empresa continue fluindo em perfeitas condições! A gestão de estoque de matérias-primas e produtos acabados é parte fundamental para o bom funcionamento e geração de renda de um negócio.

Isso porque um estoque bem planejado permite que a empresa cumpra as exigências do mercado quanto à qualidade dos produtos e ao prazo de entrega. Com o fluxo bem gerenciado, a empresa também evita atrasos e indisponibilidades nos atendimentos de demandas futuras. Assim, ela consegue suprir as necessidades de todos os clientes e impedir possíveis desperdícios (falta de cuidado com a matéria-prima durante a produção).

Mais que isso, no entanto, fazer uma correta gestão de estoque significa cuidado com as finanças. Afinal, estoque parado é dinheiro parado. Então, o melhor é ter um controle total desse processo para que se mantenha apenas o que é necessário para garantir a produção e atender às demandas.

Se os itens forem sazonais, é importante estar atento a outra peculiaridade: a procura por produtos e serviços específicos não costuma seguir uma mesma frequência o ano inteiro. Para controlar tudo que está estocado, avaliar o fluxo de saída e entrada, saber quais são os itens mais vendidos e o que está parado no estoque, os princípios da sazonalidade também precisam ser bem observados.

Um caso clássico a se citar e que ilustra bem as mudanças sazonais é a venda de condicionadores de ar. No verão, há uma alta busca por esses produtos. Já no inverno, as vendas caem exponencialmente. O vai e vem da moda de acordo com o que pede cada estação também é um bom exemplo de sazonalidade: no verão, roupas mais curtas, leves e de cores claras; no inverno, peças mais pesadas, tons escuros e tecidos quentes. Por isso, é crucial ter controle sobre insumos e até mesmo sobre os produtos acabados para que eles não representem custos adicionais.

Portanto, podemos dizer que, com a gestão de estoque, as empresas têm o potencial de melhorar os seus processos, atender adequadamente aos clientes e identificar as mudanças no mercado. Outra possibilidade é a construção de novas estratégias de atuação e melhor conhecimento sobre o funcionamento do negócio a partir do giro de estoque identificado com esse processo de administração.

Oito passos para garantir mais qualidade e fluidez na gestão de estoque

Para permitir que a gestão de estoque seja bem realizada e a sua empresa consiga os resultados que espera, confira alguns itens que não podem deixar de serem observados para garantir a qualidade desse trabalho.

Passo 1 – Realização de inventários periódicos

Para uma gestão de estoque eficiente, a realização de inventários de maneira periódica é um processo de importância fundamental. Inventariar um estoque nada mais é que realizar a contagem e listagem de bens com o objetivo de mantê-lo sempre atualizado.

Esse trabalho auxilia na prevenção de imprevistos e contribui para o crescimento da sua empresa.

Passo 2: Identificação de produtos

Já parou para pensar que criar algum tipo de código para cada produto pode facilitar a forma como vocês gerencia suas mercadorias? Criar uma identificação única aliada à separação de cada item por categoria otimiza seu trabalho, mantendo a organização e um melhor aproveitamento dos produtos.

Passo 3: Definição de um modelo de reposição

Para efetuar a reposição de mercadorias, você precisará escolher entre dois tipos: contínua ou periódica. Na forma contínua os pedidos são realizados no momento em que é observado o ponto ideal para reposição. Já de acordo com a segunda forma, mais utilizada para materiais mais baratos e com menor expectativa de lucro, o processo gestão de estoque se dá por meio do agendamento.

Passo 4:  O mínimo e o máximo de cada produto

Para definir a quantidade mínima e a máxima de produtos que deverão compor seu estoque, diversos fatores deverão ser considerados, como a já mencionada sazonalidade. Buscando o equilíbrio, a organização e uma gestão de estoque de qualidade, é preciso observar a rotatividade de produtos, o quanto você poderá economizar em caso de pedidos de quantidades maiores, entre outros fatores. A partir daí você define o quanto é necessário de cada material.

Passo 5:  Esteja atento à execução de cada processo

Para garantir o funcionamento dos processos, evitando falhas e, consequentemente, prejuízos, é preciso que você planeje e execute cada processo. A baixa de um produto para controle do que é vendido, por exemplo, é um procedimento necessário e a displicência quanto à sua realização pode acarretar em inúmeros prejuízos.

Passo 6: Controle de pedidos

Estar atento às entradas e saídas do seu estoque possibilitará  a definição de uma estimativa do quanto cada produto é demandado. Dessa forma, você poderá planejar mais assertivamente o período necessário para novas compras.

Passo 7:  Busca por fornecedores de confiança

Uma boa pesquisa sobre quem fornece o que você precisa antes de firmar contratos, além de evitar possíveis dores de cabeça, impede que todo o trabalho de gestão de estoque executado com tanta maestria vá por água abaixo. Portanto, certifique-se de que as empresas prestadoras de serviços têm boa reputação no mercado e se elas costumam cumprir os prazos e atender às necessidades de seus clientes.

Passo 8: Apoio de um bom software de gestão

Gostou das nossas dicas, gostaria de colocá-las em prática o quanto antes, mas acha que falta um algo mais para que seu estoque realmente seja gerenciado de maneira ideal? Para fechar com chave de ouro o passo a passo em busca de um estoque que flua com excelência, a recomendação é que você encontre um software que permita a realização desse passo a passo com segurança.

Um sistema integrado possibilita o acompanhamento do trabalho da área de vendas, garantindo o conhecimento da saída dos produtos. Da mesma forma, auxilia na verificação do setor de compras, dando uma noção real do que está entrando de matéria-prima. A produção também pode ser acompanhada, facilitando o trabalho desses dois setores e dando uma noção completa da situação do estoque, possibilitando a atualização automática da quantidade de produtos armazenados.

Na Brasão, nós oferecemos o ERP Radar Empresarial, da WK Sistemas, um dos melhores softwares do mercado para este trabalho. Por meio dele, é possível fazer inventários, orçamentos, cotações, entre outros processos, poupando seu tempo e trazendo melhorias na administração do seu negócio. Por isso, entre em contato conosco e saiba como esta solução pode fazer a diferença no seu negócio. Se preferir, deixe seu comentário no espaço abaixo.

Você deve gostar também
A importância da Rastreabilidade de Produtos
Como lidar com a sazonalidade dos produtos na gestão de estoque?
O que é Conciliação de Estoque?

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Seu nome*
Sua página da Web