Gestão Financeira

A importância do orçamento para empresas prestadoras de serviços

Orçamento para empresas prestadoras de serviços

A chegada do ano novo é o momento perfeito para fazer planos para o futuro. E em se tratando das empresas, o desenvolvimento do orçamento é fundamental, já que é esse documento o responsável por definir a aplicação das finanças do negócio. Mas você sabe como elaborar um orçamento para empresas prestadoras de serviços? É este o assunto do nosso artigo de hoje. Acompanhe!

Qual é a importância do orçamento para empresas prestadoras de serviços

Todos os gestores conhecem a importância do planejamento para as empresas, independentemente do porte ou do segmento delas. Afinal, sem um bom planejamento, não há um caminho certo para seguir e, aí, o negócio corre o sério risco de não chegar a lugar nenhum. Pois, quando o tema são as finanças de uma instituição, planejar é ainda mais relevante.

Isso porque a gestão financeira impacta diretamente em todos os outros setores de uma empresa. Se você direciona muito dinheiro para a área técnica, o atendimento pode ficar incapacitado. Se investe muito em equipamentos, pode ficar sem dinheiro para pagar as despesas recorrentes. Nesse sentido, é preciso ter equilíbrio ao planejar a aplicação dos recursos e fazer isso com antecedência.

É justamente aí que entra a importância do orçamento para empresas prestadoras de serviços. Esse documento é uma das principais ferramentas da gestão financeira e funciona como um guia para que os gestores possam controlar e direcionar de forma eficiente o dinheiro do negócio. O objetivo dele é manter as finanças organizadas para que a empresa alcance os resultados que deseja.

O orçamento empresarial deve estar em acordo com o planejamento da organização para o período. Assim, caso esteja entre as metas do negócio reduzir custos ou aumentar as vendas, é fundamental que o orçamento contemple essas metas, fazendo uma previsão de receita e despesas conforme os objetivos gerais do planejamento.

Gestão de contratos

Como criar um orçamento para empresas prestadoras de serviços

O orçamento para empresas prestadoras de serviços atua como uma previsão do período para o qual é elaborado e deve levar em conta o histórico da empresa e seus objetivos para o futuro. No entanto, é importante considerar que existem fatores externos que implicam no orçamento, como a chegada de novos concorrentes, as condições econômicas, as mudanças no mercado, entre outros fatores.

Para elaborar o documento, você precisa entender quanto dinheiro a sua empresa tem em caixa, quanto ela pretende investir ou gastar e quanto precisa receber no mesmo período ─ tudo isso de acordo com as metas traçadas no planejamento, como já vimos. Esses dados contribuem para que o orçamento seja feito de forma segura e assertiva.

O orçamento deve conter previsões de receita, despesas, fluxo de caixa, ativos fixos, gastos com empréstimos e investimentos. Ao estruturar esses valores, é possível centralizá-los considerando toda a empresa ou dividi-los de acordo com os setores do negócio, como atendimento, gestão de pessoas, equipe técnica, entre outros.

Para chegar a esses valores, o primeiro passo é analisar o histórico e a situação atual da empresa. Analise as receitas, as despesas e os investimentos feitos nos anos anteriores, verifique se elas foram impactadas por fatores externos em outros anos, considere períodos de sazonalidade e fique de olho na concorrência. Ou seja, faça um diagnóstico da situação do seu negócio.

Depois, de acordo com o seu planejamento estratégico, defina os objetivos do seu orçamento, que podem incluir metas de como reduzir os custos com determinado processo e aumentar a receita originada com uma atividade específica. O importante é que os objetivos sejam mensuráveis e tangíveis, isto é, que possam ser realmente alcançados pela empresa.

Depois, reúna todos os dados do período anterior que vão ajudar você a fazer uma previsão para o próximo ano. Nesse caso, avalie todas as receitas e os custos fixos e variáveis, detalhando os valores, as datas e as origens e justificativas de cada movimentação. Com base nisso, o próximo passo é fazer a projeção das receitas, custos e despesas para o futuro.

Essa projeção é, enfim, o seu orçamento empresarial. Depois de pronto, é preciso acompanhar todos os resultados no período e verificar se as previsões estão se confirmando. Caso não estejam, além de ajustar as estratégias operacionais e administrativas da empresa, é possível adequar o próprio orçamento empresarial, respeitando o planejamento estratégico.

Tudo isso, é claro, fica ainda mais fácil com o uso da tecnologia. Um software de gestão empresarial (ERP), por exemplo, integra os dados de todas as áreas do negócio, oferecendo muito mais facilidade e rapidez durante a elaboração do documento. Além disso, os ERPs também desenvolvem relatórios personalizados conforme as necessidades da organização.

Quer saber mais sobre essa tecnologia? Acesse o nosso site ou entre em contato conosco! A Brasão oferece um ERP que pode ajudar o seu negócio a otimizar ainda mais os resultados!

E se você tem alguma dúvida ou comentário sobre o orçamento para empresas prestadoras de serviços, escreva-nos aqui embaixo. Nós estamos à disposição para conversar!

Você deve gostar também
Como funciona a formação de preço em um negócio?
Centro de custos
O que é e por que trabalhar com a lógica de centro de custos na empresa?
7 dicas importantes para cuidar da saúde financeira do seu negócio
7 dicas importantes para cuidar da saúde financeira do seu negócio

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Seu nome*
Sua página da Web