Blog

Os benefícios da transformação digital na indústria de alimentos

Gestão Industrial 10.06.2020 5 minutos de leitura Voltar
Benefícios da transformação digital na indústria de alimentos

A indústria de alimentos está passando por um processo de automatização, como vimos neste artigo. Nele, aprendemos que essa jornada envolve três aspectos fundamentais: o tecnológico, o humano e o gerencial. Hoje, vamos continuar falando neste assunto, mostrando quais são as áreas em que as mudanças já estão acontecendo e também os benefícios da transformação digital na indústria de alimentos.

Áreas da indústria de alimentos que estão passando por mudanças

As mudanças não acontecem de forma igual em toda a indústria. Em cada área, as tecnologias e inovações chegam em um determinado tempo e são assimilados de uma maneira diferente. Por isso que há setores em que os resultados já estão mais avançados e outros que estão começando.

Aqui, vamos mostrar algumas áreas em que a transformação digital está ocorrendo de uma forma mais rápida, fazendo com que elas se sobressaiam e fiquem um passo à frente nessa jornada. Confira!

1 – Gestão empresarial

A administração das empresas ganhou muito com a chegada dos softwares ERPs. Essas soluções integram os dados de todas as áreas de um negócio, organizando-os e armazenando-os de forma automática. A integração envolve desde o departamento financeiro, de vendas e de compras até a contabilidade e o RH.

Por si só, o ERP já foi uma grande evolução, mas com a chegada da computação em nuvem e a união dessas duas tecnologias, empresários e gestores ganharam ainda mais. Ao usarem ERPs na nuvem, a gestão passou a estar na palma da mão dos responsáveis, facilitando a tomada de decisões e, consequentemente, o crescimento dos negócios.

2 – Rastreabilidade

A rastreabilidade é uma ferramenta que surgiu da necessidade de saber a origem e a localização de um produto na cadeia logística e funciona para assegurar a satisfação do cliente e a transparência diante do mercado. Ela oferece a possibilidade de traçar a história e a localização de uma mercadoria por meio da impressão de números de identificação.

No entanto, é importante lembrar que não existe rastreabilidade na indústria de alimentos sem o suporte da tecnologia, pois ela está inserida em todas as etapas do processo. A questão é escolher qual será a tecnologia empregada. Aqui, a orientação é sempre buscar soluções que estejam preparadas para atender todas as demandas do seu tipo de negócio.

A nossa dica é usar um ERP que conte com funcionalidades totalmente conectadas com a indústria de alimentos. Entre elas, é essencial que a ferramenta ofereça cadastro de produtos com campos personalizados, grades e etiquetas com código de barras, rastreamento de mercadorias e insumos por lotes e prazos de validade. O sistema ideal também precisa proporcionar uma gestão completa da empresa, com a integração desde a área de vendas até a controladoria.

3 – Controle de qualidade

O controle de qualidade tem a mesma importância que a rastreabilidade, só que é uma atividade interna da empresa. Ela refere-se à amostragem, às especificações e aos ensaios, bem como à organização, à documentação e aos procedimentos de liberação que garantam que os testes sejam executados e que os insumos e as mercadorias terminadas não sejam aprovadas até que sua qualidade seja considerada satisfatória.

Para que tudo seja feito dentro dos padrões exigidos, é fundamental ter o suporte tecnológico adequado. Uma das ferramentas que mais auxiliam nessa tarefa são as soluções que fazem a gestão eletrônica de documentos. Por meio de um sistema de GED, a sua empresa pode, por exemplo, executar roteiros de inspeção, apontar e controlar as não conformidades, consultar registros, identificar resultados das análises e agrupar múltiplos registros de qualidade.

Todas essas funções permitem uma organização precisa da gestão da qualidade na indústria de alimentos e evitam que o produto saia da empresa com algum problema que possa causar qualquer tipo de dano ou insatisfação aos clientes.

Os benefícios da transformação digital na indústria de alimentos

Agora que vimos onde e como as mudanças estão acontecendo, está na hora de verificarmos as vantagens que elas podem trazer. Para facilitar, elencamos alguns benefícios da transformação digital na indústria de alimentos e explicamos como eles podem ser aproveitados. Você vai ver que a automatização entrega ganhos tanto em relação à lucratividade quanto à produtividade.

  • Redução dos custos com estoque: com a automatização é possível identificar a quantidade e os prazos para a compra de insumos e componentes para atender à demanda, facilitando o controle dos custos com o material estocado. Quando a automatização é feita, dá até para pensar em diminuir o tamanho da área destinada para esta finalidade;
  • Facilidade no gerenciamento dos pedidos: um dos principais gargalos da produção é com relação à aprovação de ordens de produção, que normalmente dependem de gerentes de setor. No formato digital, a geração de ordens de produção é feita por demanda e com a liberação automática dos pedidos na medida em que a produção vai sendo concluída;
  • Aproveitamento das fichas técnicas: as fichas técnicas são as “receitas” dos produtos que estão sendo fabricados. Uma vez inseridas nos sistemas que controlam a produção, seus dados podem ser reaproveitados em novas produções, gerando economia de tempo e estabelecendo um padrão para as mercadorias;
  • Agilidade nos processos de apontamento e acompanhamento: uma vez que a produção está toda integrada, reunindo informações de estoque, compras, pedidos de vendas e custos, fica muito mais fácil enxergar a fábrica como um todo para acompanhar, analisar e corrigir o que não estiver dando certo. Isso pode acontecer, muitas vezes, ao longo do processo, o que acaba evitando o retrabalho e o desperdício de material e mão de obra;
  • Produção de relatórios: junto ao acompanhamento ao longo do processo, toda boa automatização oferece aos gestores relatórios para o gerenciamento de necessidades e o acompanhamento das demandas de produção e de refugos, além de relatórios comparativos entre produção programada e realizada e controle de fabricação com parceiros/terceiros;
  • Aumento da capacidade produtiva: como já falamos, a busca pelo aumento da produção é uma constante na indústria de alimentos. Então, quando há a implementação da automatização dentro de uma unidade fabril, esse é um dos primeiros benefícios que se espera. No entanto, para alcançá-lo, é preciso dar atenção ao gerenciamento das manutenções e à disponibilidade dos recursos industriais. Tudo precisa funcionar em equilíbrio;
  • Visão estratégica por meio do dados: se o importante é a tecnologia gerar inteligência, ao instalar máquinas e equipamentos modernos na área de produção, você deve extrair delas todas as informações possíveis para ter uma visão cada vez mais estratégica da sua indústria de alimentos e consegue a aprimorar os as vantagens expostas aqui.

Para aproveitar todos os benefícios da transformação digital na indústria de alimentos, você pode contar com a Brasão Sistemas. Temos o ERP Radar Empresarial, uma solução completa, inteligente e funcional, que permite gerenciar e integrar operações desde a área de vendas e produção até a controladoria, independentemente do porte da sua indústria.

Para saber mais sobre a nossa solução, entre em contato com a gente ou acesse nosso site! Nossa equipe está a postos para atendê-lo e para tirar todas as suas dúvidas. Se preferir, deixe um comentário no espaço abaixo.

ERP para indústria

Deixe seu comentário

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.