Blog

Saiba como enfrentar as ameaças e os desafios da indústria náutica

Gestão Industrial 04.05.2020 4 minutos de leitura Voltar
Desafios da indústria náutica

Investir em uma boa estrutura naval é uma decisão estratégica para a economia de diversas nações. Quanto mais o segmento cresce e se desenvolve, maior é a oferta de tecnologias e soluções nessa área para a defesa militar, a indústria mercante, o mercado de luxo e toda a estrutura offshore que se beneficia desse setor. Nesse contexto, superar os desafios da indústria náutica é decisivo para qualquer empresa que queira navegar por essas águas.

Para se ter uma ideia da importância do setor, por exemplo, uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Engenharia indica que investir em uma matriz hidroviária pode revolucionar o transporte de cargas e de pessoas no Brasil. Isso faria do segmento naval um verdadeiro vetor de desenvolvimento social e econômico em toda a América do Sul e, claro, traria a indústria náutica para o centro das atenções.

Contudo, o relatório da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), região que é berço da atividade náutica nacional, mostrou que os desafios podem ser tão grandes quanto as oportunidades! Instabilidade política e econômica, contingenciamento de recursos federais e a precariedade logística sinalizam turbulências na rota da indústria náutica e, nesse contexto, executar uma gestão eficiente se torna ainda mais imperativo!

Gestão para vencer os desafios da indústria náutica

Apesar das particularidades do setor, a verdade é que os desafios da indústria náutica — que engloba a construção e reparação de embarcações e todas as empresas que fabricam e prestam serviços ligados ao mercado naval — são bastante parecidos com as ameaças enfrentadas pela indústria em outros segmentos.

Mas não se engane: a notícia é boa. Afinal, se os diferentes setores compartilham as dificuldades, também podem compartilhar as soluções! E se há um consenso no segmento quando o assunto é lidar com obstáculos e encontrar oportunidades é de que um bom processo de gestão é, sem dúvidas, o maior aliado da indústria.

Em um universo prático, basta pensarmos no caso das empresas voltadas ao setor naval mercante. Aqui, o estudo da Firjan indica que as principais oportunidades de curto e médio prazo estão relacionadas ao crescimento do volume de carga transportada na cabotagem e na navegação interior, facilitada pelas condições de navegabilidade das bacias hidrográficas brasileiras.

Ora, não se pode falar sobre o transporte de cargas sem mencionar a complexidade do processo logístico envolvido na atividade. Mais do que nunca, fatores como a rastreabilidade das cargas, a organização tributária, o controle dos processos logísticos e a gestão de estoque precisam operar com sinergia, de forma simplificada e com base em informações seguras. Em resumo, gestão é a palavra de ordem!

O mesmo vale para o segmento offshore, que enxerga no horizonte um aumento significativo da curva de produção de petróleo. Isso significa que todas as empresas envolvidas em atividades de construção e integração de plataformas e embarcações de apoio marítimo — bem como as atividades de reparação naval necessárias ao longo da vida útil dessas embarcações — estão com “terra à vista”.

Em termos operacionais, isso significa estruturar e garantir a manutenção de toda uma cadeia de suprimentos e serviços dos mais variados portes. E como já falamos aqui no blog, bons processos de controle em indústrias de serviços e suprimentos são fundamentais na hora de garantir a competitividade. Em outras palavras, parte da responsabilidade pelo sucesso da indústria náutica recai, mais uma vez, na gestão.

Gestão otimizada: de olho nas oportunidades à deriva

De acordo com a Firjan, indicadores de infraestrutura produtiva, de força de trabalho e de financiamento já estão no radar da indústria náutica. Isso significa, sim, que há espaço para crescimento e investimento, mas também aponta que as decisões precisam ser tomadas com cautela e de forma estratégica. É aqui que as ferramentas e soluções de controle otimizado ganham força como aliadas poderosas da gestão industrial.

É o caso dos softwares ERP, que reúnem informações de toda empresa e contribuem para a otimização do processo de gestão em todos os departamentos de forma integrada. Com o suporte dessa solução, fica muito mais fácil vencer os desafios da indústria náutica e montar um planejamento confiável, acompanhar os processos e ainda monitorar os níveis de qualidade e controle das atividades: vendas, suprimentos, atendimentos, estoque e serviços, tudo em um só lugar!

E fica melhor: se você se interessou nos benefícios oferecidos por um software ERP, saiba que a Brasão oferece o Radar Empresarial, um ERP desenvolvido com todos os recursos necessários para que a gestão operacional na indústria náutica seja implantada de maneira profunda e assertiva. Fale com a gente e descubra em detalhes como esse sistema é capaz de contribuir para a qualificação da sua empresa.

ERP para indústria

Esperamos que este artigo tenha sido útil para você. Compartilhe com os seus colegas e, caso tenha alguma dúvida sobre o assunto abordado aqui, fique à vontade para deixar o seu comentário no espaço abaixo. Estamos sempre à disposição para conversar com você!

Deixe seu comentário

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.