Blog

5 ações para reduzir o retrabalho na indústria metalmecânica

Gestão Industrial 25.06.2020 4 minutos de leitura Voltar
Retrabalho na indústria metalmecânica

Reduzir o retrabalho na indústria metalmecânica não é simples, nem algo definitivo. Mas há ações que podem ser desenvolvidas de maneira a reduzir esse tipo de prejuízo no dia a dia da fábrica. Além de uma questão de otimização dos custos, esse controle permite um aumento na qualidade do produto entregue aos clientes como também da produtividade, que impacta no faturamento.

Neste artigo, confira algumas dicas que podem ajudá-lo a se organizar na sua empresa e adotar medidas eficazes de controle desse tipo de perda. Fique atento!

Como reduzir o retrabalho na indústria metalmecânica

Como dissemos, não é possível eliminar completamente o retrabalho na indústria metalmecânica. Afinal, esse tipo de situação uma hora ou outra vai ocorrer, por diferentes motivos. O importante é existir uma padronização na forma de fiscalizar e identificar as origens dessa falha e qualificar processos para que existam rotinas preventivas e não apenas reativas.

Veja abaixo como cuidar desse assunto na sua indústria!

1 – Execute um planejamento detalhado

Planejamento, você já sabe, é a raiz de toda atividade bem realizada. No caso da redução do retrabalho na indústria metalmecânica, ele deve envolver a estruturação de um processo de produção organizado e a sistematização do trabalho de desenvolvimento e aprimoramento de produtos de modo a entregar para a produção com uma antecedência mínima.

Dessa forma, a equipe de produção também tem tempo para planejar às suas atividades de maneira a se adequar às novas especificações e o pessoal de compras pode ajustar o contato com os fornecedores conforme as necessidades. Quer dizer: planejar, neste caso, significa também se organizar e se antecipar.

Com essa antecipação, os retrabalhos causados por falhas no processo fabril são reduzidos porque as iniciativas necessárias para que o fluxo siga ordenadamente são tomadas a tempo de todos se ajustarem às novas recomendações.

Mas atenção! Não é apenas para novidades que o planejamento deve existir! Ter tudo estruturado é o caminho ideal para evitar que os erros só sejam percebidos tarde demais, quando o prejuízo também é maior.

2 – Foque em treinamento das equipes

O preparo da equipe é um fator fundamental na redução do retrabalho na indústria metalmecânica. É preciso que a comunicação seja qualificada, pois este é um aspecto causador de muito retrabalho. Para resolver isso, o primeiro passo é promover treinamentos que permitam a todos estarem em dia com os procedimentos adotados. Mesmo que nada tenha mudado, é essencial fazer a reciclagem dos profissionais periodicamente.

Outro ponto é desenvolver uma cultura de comunicação organizada, em que os pedidos sejam feitos com critério e clareza, de forma a diminuir desentendimentos e equívocos que causem retrabalho. Igualmente, é fundamental permitir que os diferentes setores conversem entre si, garantindo que as demandas sejam solicitadas e resolvidas com rapidez e assertividade.

3 – Faça a inspeção da linha

Identificar eventuais falhas apenas depois de o produto estar acabado torna a resolução do problema muito mais onerosa e difícil. Caso a falha seja percebida no meio do processo, dependendo da realidade da sua empresa, talvez seja possível corrigi-la a tempo de seguir com a fabricação sem perdas.

Ou seja, uma rebarba ou uma aresta a ser aparada pode ser resolvida e já seguir para as outras etapas sem comprometer a produção integralmente. Por isso é tão importante inspecionar cada fase e só permitir que a atividade siga adiante depois de garantir a conformidade do trabalho realizado. Isso tem a ver com a qualidade dos processos, assunto do próximo tópico.

4 – Invista em qualidade dos processos

A manutenção dos equipamentos utilizados no processo fabril é essencial para garantir que não seja necessário um retrabalho na indústria metalmecânica. Com isso, as chances de falhas causadas por um maquinário com defeito ou um procedimento desatualizado diminuem.

Contudo, a qualidade vai além da rotina de manutenções. Ela envolve critérios que já abordamos aqui no blog, que incluem a qualidade da matéria-prima, controles adequados, respeito às normas e processos bem organizados (assunto do tópico 1).

Quando identificar não conformidades, busque as razões daquela falha, perguntando “por que?” exaustivamente até descobri-la. Apenas sabendo onde está o erro é possível corrigi-lo.

5 – Saiba o que fazer com produto inutilizado

Mesmo com todos esses cuidados, não é impossível que algum retrabalho seja necessário. E quando a situação for irreversível e for necessário invalidar determinada peça ou produto, a sua empresa precisa ter uma política que determine o que fazer com aquilo.

Uma das possibilidades é utilizar como sucata. Contudo, sendo possível reverter a situação e, num esforço, reaproveitar aquele produto, que sejam avaliados os custos e o empenho para consertar o problema. Por último, em algum cenário, talvez seja até razoável usar a mercadoria como está, desde que não represente riscos para a segurança ou imagem da sua empresa. Quem sabe um uso interno.

Tecnologia para diminuir o retrabalho na indústria metalmecânica

Para que a sua empresa consiga organizar todas essas melhorias, documentar os processos, otimizar a produção e melhorar a comunicação entre setores, nada melhor que um software ERP com módulos específicos para a realidade da indústria metalmecânica.

A Brasão oferece o ERP Radar Empresarial, um sistema de gestão completo com todas as funções que o seu negócio precisa para controlar os custos, qualificar os processos e reduzir o retrabalho. Entre em contato conosco e conheça todos os benefícios da tecnologia que oferecemos a você. Se preferir, deixe o seu comentário no espaço abaixo!

Software ERP

Deixe seu comentário

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.