Blog

Saiba o que é manutenção preditiva e como ela pode te ajudar!

Gestão Industrial 10.08.2016 5 minutos de leitura Voltar

Máquinas e equipamentos com defeitos e/ou parados geram prejuízos inevitáveis às empresas, provocando diminuição ou interrupção da produção, produtos com defeitos de fabricação, aumento do custo dos produtos, atraso nas entregas, insatisfação dos clientes e grandes perdas financeiras.

A Gestão da Manutenção prevê práticas preventivas, corretivas e preditivas essenciais ao correto funcionamento de máquinas, equipamentos, ferramentas e instalações, prevenindo, corrigindo ou antecipando-se à ocorrência de falhas.

Neste post, você irá entender o que é manutenção preditiva e como ela pode te ajudar a melhorar o desempenho de suas máquinas e equipamentos, a reduzir custos e aumentar a produtividade da sua empresa.

O que é a manutenção preditiva?

A manutenção preditiva tem como objetivo principal a redução de custos e o aumento da produtividade. Sua eficácia está relacionada ao acompanhamento constante de máquinas e equipamentos em operação, de modo a evitar paradas e, consequentes, aumentos de custos de produção.

A manutenção preditiva está relacionada com a capacidade de:

  • antecipar e diminuir a ocorrência de falhas ou degradação em peças ou componentes específicos de máquinas e equipamentos;
  • evitar intervenções desnecessárias, sendo estas realizadas em casos muito específicos e de extrema necessidade;
  • eliminar desmontagens e remontagens para inspeção;
  • diminuir o surgimento e, principalmente, a propagação de danos;
  • evitar procedimentos – não planejados – de emergência e/ou urgência;
  • gerar maior confiança no desempenho dos equipamentos;
  • otimizar o tempo de disponibilidade de máquinas e equipamentos;
  • aumentar a vida útil de cada componente (e da máquina e equipamento como um todo) e;
  • reduzir custos com manutenção.

Sistemas produtivos e/ou plantas industriais se apoiam na manutenção preditiva – e na alta eficácia de suas máquinas e equipamentos – para aumentar a produtividade, a qualidade total dos produtos e a lucratividade da empresa.

A “cultura preditiva” não envolve apenas o acompanhamento de vibrações das máquinas, alterações de temperatura e pressão, contaminação de óleos e estados de superfícies, mas destaca-se como principal responsável pela otimização de todo o sistema produtivo da organização.

Máquinas e equipamentos possuem parâmetros e limites que caracterizam seu perfeito funcionamento: vibração, lubrificação, temperatura, pressão. Alterações em peças são observadas e acompanhadas de forma minuciosa através de medições e análises constantes para que medidas preditivas sejam tomadas com eficácia.

As inspeções – medições e análises – previstas na manutenção preditiva devem levar em conta a quantidade de máquinas e equipamentos a serem controlados e seus pontos de medição. O acompanhamento constante permite encontrar falhas mecânicas (engrenagens defeituosas, acoplamentos desalinhados, vínculos desajustados, eixos deformados, lubrificação insuficiente, folga em buchas), além de problemas hidráulicos, elétricos e aerodinâmicos.

O surgimento de falhas ou irregularidades demanda o diagnóstico preciso sobre a origem e seu nível de gravidade e a análise que prevê a parada da máquina ou equipamento de forma antecipada e programa devidamente o seu conserto.

Principais vantagens

Os ganhos com a manutenção preditiva abrangem desde questões operacionais – relacionadas ao funcionamento das máquinas e equipamentos –, até o planejamento de objetivos estratégicos visando a competitividade da empresa no mercado:

  • Melhoria na qualidade da produção visto que equipamentos em bom estado produzem itens com maior exatidão, livre de falhas e defeitos;
  • Aumento da vida útil de máquinas e equipamentos;
  • Melhoria no controle – e na gestão – de peças, componentes e partes;
  • Diminuição dos custos com reparos e intervenções;
  • Aumento da “segurança produtiva” uma vez que o desempenho de máquinas e equipamentos está sendo acompanhado de forma constante e planejada;
  • Diminuição de paradas em máquinas e equipamentos, promovendo o aumento da produtividade;
  • Melhoria da credibilidade do produto – e imagem da empresa – no mercado.

A manutenção preditiva demanda custos com o acompanhamento e a inspeção constante de máquinas e equipamentos e, em alguns casos, envolve a contratação e/ou capacitação de profissionais para que estes estejam aptos a trabalhar com instrumentos e aparelhos de precisão.

Os custos da manutenção preditiva são compensados pela amplitude de benefícios proporcionados à empresa. Praticar manutenção preditiva é investir no desempenho da gestão industrial e da empresa como um todo.

Esse conteúdo foi interessante para você? Compartilhe nas suas redes sociais!

Agora que você já sabe o que é manutenção preditiva e como ela pode te ajudar, que tal saber mais sobre Gestão da Manutenção?

Um comentário

Deixe seu comentário

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.